domingo, 26 de abril de 2015

PM mata três e só apreende duas armas com os mortos: Um problema aritmético?

Policiais do Batalhão de São João de Meriti mataram hoje três homens que teriam tentado roubar motos de outros policiais, que estavam à paisana. Duas armas foram apreendidas com os mortos. Peraí, três mortos e duas armas? O que será que aconteceu?
a) Três bandidos revezavam duas armas para atirar nos policiais ("Peraí, fulano. Você já deu dois tiros. Deixa eu atirar também um pouquinho!")
b) Só devia ter dois bandidos atirando. Mas quem dá a mínima para o terceiro bandido que morreu desarmado?
c) A polícia matou os três independente de estarem sendo alvejados. Mataram simplesmente porque os bandidos cometeram um roubo (e cagaram para a constituição brasileira que proíbe a pena de morte).
d) Isso acontece todo dia, portanto ninguém questiona como aconteceu a ação policial e a Polícia Civil nunca investiga, a não ser que alguma imagem ou testemunha surja para desmentir a versão mentirosa da polícia.
Hoje tentei fazer a reportagem sobre o caso, mas as assessorias de imprensa da Polícia Militar e da Polícia Civil se recusaram a confirmar que apenas duas armas foram apreendidas (mesmo que toda a imprensa tenha noticiado que apenas duas armas foram apreendidas e atribuído a informação à própria PM).
Nem a PM nem a Civil me confirmaram a informação porque eu deixei claro que a história estava mal contada e que eu queria esclarecimentos. Queria saber em que situação os PMs mataram o terceiro suspeito (o desarmado) e se os policiais por acaso tinham sido presos em flagrante por homicídio ao registrarem o caso na Delegacia. Perguntei ainda se um IPM seria aberto. Nenhuma pergunta teve resposta.
Cada assessoria ou empurrava a responsabilidade para a outra, ou dizia que não conseguia reunir a informação para me passar.
A polícia continuará agindo assim, de forma irresponsável, e você continuará aplaudindo, até que um familiar seu seja a vítima da imperícia/brutalidade policial.

4 comentários:

  1. God is love! :heart: Catholic blogwalking :-) http://emmanuel959180.blogspot.in/

    ResponderExcluir
  2. vai pra rua trabalhar que vossa senhoria vai entender essa matematica, assume uma VTR vai pra favela e entenderás esse negocio. sai detras dessa mesa amigo , vem pra pista combater

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Servo. Obrigado por comentar apesar do tom raivoso. É importante perceber que o principal erro das polícias do Rio de Janeiro é acreditar que seu papel é "combater" em vez de "policiar". Independentemente de eu entender ou não a aritmética incompreensível que o senhor defende, a polícia é regida por leis. O principal limite que separa os policiais dos criminosos é o limite da lei. Se em seu trabalho diário a polícia não consegue se manter dentro da lei, em nome de um "combate", isso já é um grande sinal de que há algo muito errado na política de segurança pública.

      Excluir
    2. Olá, Servo. Obrigado por comentar apesar do tom raivoso. É importante perceber que o principal erro das polícias do Rio de Janeiro é acreditar que seu papel é "combater" em vez de "policiar". Independentemente de eu entender ou não a aritmética incompreensível que o senhor defende, a polícia é regida por leis. O principal limite que separa os policiais dos criminosos é o limite da lei. Se em seu trabalho diário a polícia não consegue se manter dentro da lei, em nome de um "combate", isso já é um grande sinal de que há algo muito errado na política de segurança pública.

      Excluir